/* Facebook Like button

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Desmedida

Olhou para aquela mistura de bananas com leite e deu-se conta que era assim que se sentia. Dentro de um liquidificador. Não sabia dizer o quê exatamente faltava na sua vida. Quando parava para pensar, não via nada de errado, tudo corria de vento em popa, como dizem. Mas a insatisfação e a vontade de outras paragens estavam ali, presentes, latentes, batendo em alta velocidade, triturando-o. No caminho de casa, procurava diferentes ruas por onde passar, queria ver novos rostos, calçadas e aspirar novos perfumes.

Outras frases, desejos e sentimentos dançavam em torno dele. Era como se, de repente, tivesse percebido que havia mudado, que era outro e este outro queria experimentar o mundo, pela primeira vez, de novo. Quando inquirido, já não respondia da mesma maneira. Improvisamente, lhe saltava uma frase irreverente acompanhada de um sorriso aberto. E ele mesmo espantava-se com aquilo.

Ao mesmo tempo, sentia que seu trabalho, seu casamento e seus planos - tudo aquilo que ele conhecia, que o movia e definia - o pregavam na terra. Pregavam sua carne e sua alma numa cruz, refreando o voo. Era estranho, pois foi de um dia para o outro que a sua santa rotina e seus projetos para o futuro, antes tão apreciados - porque construídos ao longo dos anos com trabalho, cuidado, amor e repetição - pareciam ter perdido o gosto e o porquê. Parecia ter perdido a alma. Uma nova, estranha e excêntrica se apresentou, mudando todos os móveis do lugar. Ele não sabia mais onde estava. Nada mais era como antes e a estranha, sempre imprevisível, não havia se revelado, completamente.

Naquele dia, então, a despeito do medo que sentia, calçou outros sapatos e decidiu acompanhá-la, volutariamente, no seu movimento errático. Foi aí que descobriu que não sabia mais medir seus passos. Os dois embarcaram num voo turbulento e ela pegou na sua mão e disse:

-Não tenha medo, estamos simplesmente mudando as medidas.

5 commenti:

ESTUDOS E PRÁTICAS DE ASTROLOGIA E PSICOLOGIA - Porto Alegre - RS - Brasil on 9 de fevereiro de 2009 13:38 disse...

O Desmedido...ousar soltar-se com destemor e sem nenhuma esperança.
Desapego do eu, sem culpa ou condicionamento, sair da condição de indigencia e ambição. Estar relaxado..beijo Dani!

Anônimo disse...

Dani, q lindo esse texto!!! Daonde saiu??? Engraçado, pq é exatamente assim q eu tenho me sentido nos últimos tempos. Acho q é a crise dos 30, sei lá...tenho me sentido perdida e com vontade de largar tudo (aliás, tudo o q?) e partir pra outra. Sò me falta a coragem, não sei onde achá-la e ela tb não tem querido me encontrar..hehehehe..Acho q todo mundo já se sentiu ou ainda vai se sentir assim na vida, não é mesmo? certamente é uma fase obscura, de indecisão, e principalmente de escolhas, pela qual estou passando com o medo de sempre estar escolhendo o caminho errado, mas como saber, senão vivê-lo? Bem,era isso..se foi vc q escreveu meus parabéns, muito lindo mesmo! Ah, adorei teu blog, interessantíssimo! Agora vez ou outra dou uma espiadinha. Saudades...Liziane (Mophy)

Daniela Scheifler on 11 de fevereiro de 2009 08:50 disse...

Oi Lizi,

O texto é meu, sim. Obrigada, querida! Momentos assim são oportunidades da gente se aventurar, alargar a si mesmo, penso. Dói um pouquinho, mas é o que nos mantém vivos e não acomodados.

beijos em você e venha sempre!

saudades

Hericka Zogbi J Dias, Dra. Me. on 14 de fevereiro de 2009 01:20 disse...

Testes literários à parte, quero te dizer que dia a dia alcanças aquele patamar de alguém que simplesmente extrai da esperiência o que não soubemos explicar.
Estás tocando na alma, provavelmente porque a tua foi, é, tocada.
É sempre MUITO bom, achar identidade nas palavras de um outro (principalmente um outro como tu), especialmente pra mim num momento em que ando meio sem significados... mas depois falamos sobre isso.
Não pára.
Saudades grandes

Daniela Scheifler on 14 de fevereiro de 2009 18:58 disse...

ô minhas queridas, obrigada mesmo!

Estudos e Práticas de Astrologia e Psicologa és tu, Carol?

beijos

 

Sites amigos

  • Lua em Escorpião! - O Sol está em Câncer e a Lua em Escorpião. Câncer é signo regido pela Lua. Sol e Lua no céu nos colocam então em contato profundo com o Si mesmo. Um tempo ...
    Há um mês

Atendimentos

Entre em contato comigo pelo e-mail danischeifler@gmail.com Ou pelo Skype Daniela Scheifler

Sites amigos

Text

Baile no céu Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template