/* Facebook Like button

quinta-feira, 6 de agosto de 2020

Bom dia, bailarinas e bailarinos!

“O sol vem trazer o seu passaporte da manhã sem medo..”

A Lua segue em Peixes. Seguimos na travessia meio bêbados de música e poesia, ou mesmo e também do cansaço do trabalho emocional, da agenda interna que temos que cumprir, da entrega a nós mesmos, ao deixar sentir, ao deixar partir.
“tudo é pra viver, tudo é pra aprender, tudo é pra evoluir...”
A Lua hoje conversa com a tríplice conjunção em Capricórnio e também faz conjunção a Netuno. E existe mesmo muita confusão a respeito do que é ser um humano no mundo. E no que ele deveria cumprir. Porque o projeto de mundo que as forças do capital nos convidam a participar é um projeto de exaustão dos recursos da natureza, para parafrasear Ailton Krenak. Seguimos no processo de transformar as estruturas simbólicas nas quais estamos inseridos, mas elas também fazem a sua força de reação e feito crianças birrentas querem se manter mais e mais no comando. Desordenado. Nefasto.
Todos os tempos são históricos, mas uns são mais do que outros não?
Marte em Áries está embrenhando-se no meio dessa trinca capricorniana. Num aspecto de quadratura. Desafio, movimento, num contexto em que muitos estão em contenção, reclusão e outros tantos querendo que o isolamento acabe pra ontem. Marte já passou de Júpiter e está a aproximar-se de Plutão. Todos os lados da força estão tipo o raivinha do Divertidamente. Marte em Áries não tem dúvida não. Age de forma assertiva, mas também agressiva. Direto ao ponto, sem delongas. Sob o jugo de tantos planetas em signo de terra talvez não dê para embaraçar na 1ª faísca que apareça Talvez. A ação movida pela intuição ariana se dá ou deveria se dar a partir de um acordo, o de sustentar as próprias causas, mas cuidando para não entrar em lutas inúteis. Eu vejo que há uma química aí nisso tudo, ou poderia haver: muitos ingredientes que estão numa panela de pressão que tanto pode explodir quanto produzir alimentos maravilhosos. Isso na gente. Coletivamente nada está sob controle na real. E talvez nem deva estar.
O surreal na pauta do dia. Quase todos os dias.
Confiemos!
“Toda flor tem seu tempo de desabrochar”
“Sem medo
Vem a chuva, vem o vento
Eu quero tempo
Vem a chuva, vem o vento
Eu quero tempo”.
Bom dia para quem é Exu e já está acostumado com as encruzilhadas e também para quem nunca se perde nas quebradas.
“Sem medo”
A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Continue lendo...

quarta-feira, 5 de agosto de 2020

Bom dia, bailarinas e bailarinos!

A Lua segue navegando os Peixes e nós continuamos a travessia. Seguimos dissolvendo as estruturas simbólicas de um mundo em transformação, em busca da terceira margem. Na lunação que nos pede autocuidado e maturidade, lembram? Ser mãe e pai da gente mesmo. Abrimos o baú das memórias para encaminhar as almas, resgatar os feridos e nos apropriar dos nossos tesouros. A Lua é Cheia agora. Içamos as velas. "Não existe terra, existem mares que estão vazios" diz o Mia Couto, em O Fio das Missangas

A nutrição, nesta fase do ciclo, vem da arte e da capacidade de respirar embaixo d’água. O alimento vem do contato consigo e do contato com a alma do mundo. Vem também da nossa capacidade de seguir cultivando as nossas novas subjetividades dentro do grande útero da Terra, o que ainda não tem nome, mas que já percebe-se a existência porque já é criação. E a nutrição vem também do soltar, do deixar dissolver, do entregar porque a Lua em Peixes é do mundo e é. “ é doce morrer no mar, nas ondas verdes do mar”...

Tem mais:

Mercúrio entrou em Leão e ficará rugindo na savana até o dia 21 de agosto. Saímos da comunicação empática, simpática e emocional de Câncer, da conversa com os próprios botões, e empregamos uma fala mais expressiva, dramática e alegre. Mercúrio em Leão nos convida a ousar, a falar mais com o coração! A lógica de Leão vem do fogo, por isso a intuição é o seu forte.
Mercúrio em Leão gosta de reunir o povo em roda e, de preferência, comandar o espetáculo, num ritual de alegria. Em tempos de pandemia isso pode ser canalizado em expressões artísticas para serem compartilhadas em rede. Pra quem trabalha muito com escrita e comunicação com pessoas, fica a dica de se comunicar de modo mais lúdico, mais divertido e criativo. Se você é professora (o) como eu, leve mais jogos e brincadeiras para as aulas online.

Na playlist:


“Vou correr o risco de afundar de vez
Sob o peso da insensatez
O afogamento por um triz
Tentarei me salvar (...)"
Bom dia para quem adora ver o Sol nascer e tb para quem ama o espetáculo da Lua Cheia. #astrologia #luaempeixes
A imagem pode conter: comida, texto que diz "DE COM"

Continue lendo...

terça-feira, 4 de agosto de 2020

Bom dia, bailarinas e bailarinos!
A Lua segue em Aquário no céu. E está linda e cheia, viram? Na Lua Cheia, tudo vem à tona, tudo transborda. Deixa vir. Deixa ir. Tome consciência dos novos projetos e das novas vidas que vão se delineando dentro e fora de você. Amigos, apoio, ideias em comum. A gente respira. Com ou sem máscara. A gente se liberta, pois Aquário entende que o novo já está aí. A Lua faz trígono com a Vênus em Gêmeos. E com o nodo norte também. Amizade e conhecimento não têm preço. Tem valor, repito. E repito também a Priscila Pasko para ilustrar Lua e Vênus: "(...) Elas já não sabem qual tomo, não lembram qual delas o queria e para qual finalidade. É o percurso, é o caminho. Buscam por um livro que não integra a paisagem previsível. E permanecem, as leitoras, entre as estantes" Trecho do conto "A Biblioteca" do livro “Como se mata uma ilha".
O passado não nos pertence mais. O futuro ainda não chegou, está porvir. Temos o presente, essa dádiva que nos é dada. Respiremos nele. Ele precisa de nós. E nós dele.
Às 23:28 da noite, a Lua ingressa Peixes. E depois da libertação, vem a entrega. Entregue ao universo aquilo que ficou para trás. Entregue sua dor. Entregue seu amor também. Deixa misturar, deixa dissolver e feche os olhos lentamente no embalo da jangada. “É doce morrer no mar, nas ondas verdes do mar”.
Bom dia para você que sabe ser abraçado pelo universo e também para você que adora surfar numa onda.
#astrologia
#luaemaquario
#luaempeixes 

Continue lendo...

sábado, 1 de agosto de 2020

Bom dia, bailarinas e bailarinos!
A Lua segue firme no seu passo em Capricórnio. A Lua que planeja e realiza. Sem pressa, mas sem perder tempo. Nem o foco. A nutrição está em baixar a cabeça e se envolver com o trabalho. Suando a testa, o vestidinho e a camiseta.
Hoje o Sol leonino faz quadratura exata com Urano em Touro. A quadratura é um ângulo de 90° no céu e é conhecida por ser um aspecto desafiador. E é. Mas a quadratura também é o que nos coloca em movimento, nos mobiliza fortemente. Não há como ficar parado. Com o Sol em Leão e Urano em Touro temos que trazer à tona a nossa criatividade, a nossa inventividade e – por que não?- a nossa originalidade. Eu sou suspeita para falar, eu sei, mas é incrível ver essas energias operando nos nossos mapas. Você sabe onde é que você está sendo convocando a criar, a pensar diferente? Eventualmente até mesmo a se libertar? Lembrem-se do trígono também do Sol com o Quíron em Áries. Este é um momento bastante potente em que acessamos nossas dores, mas também as libertamos e criamos espaço para a criação. Sem falar que a Lua ainda é Crescente. A fase que começa com o mesmo ângulo de 90° explicado anteriormente.
Tem mais.
Mercúrio faz oposição exata a Plutão hoje. E de quebra, claro, vem Júpiter e Saturno fazer parte da equação. Seguimos acessando os nossos baús, os nossos fundos tão cheios de histórias e de memórias. Desejos e recursos esquecidos. Verdades. Fins.
A escuta, mais importante do que nunca. A escuta de si mesmo, principalmente.
Bem no fim do dia, a Lua em Capricórnio se junta ao grupo. Netuno em Peixes também está na parada. O Tom Veloso matou a charada. Compôs uma música genial, no astral do dia e em diálogo com seu pai. Pai e filho. Filho e pai:
“Não tenho voz, mas eu preciso cantar, a minha língua não vai desenrolar, cedo eu me calei, percebi que escutar é importante, muito mais do que falar, não tenho medo de perder o amor, mas essa vida um dia vai acabar, e o que eu sonhei, e o que eu vou sonhar, tem melodia, e no céu, mar e terra ecoará, as mãos erguidas, os joelhos no chão, a voz do alto dentro do coração, eu estou aqui, com o meu filho, a cantar, nem a tristeza é capaz de mudar.” @tomlveloso
Bom dia para você que ama cantar e também para quem fica só de butuca.

Cassia Ferreira

Continue lendo...
Bom dia, bailarinas e bailarinos!
A Lua ingressa Capricórnio pouco antes das nove da manhã. Depois de alguns dias mais festivos e expansivos, voltamos a focar no trabalho, naquele que requer um humor mais sério, o suor do vestidinho, a cabeça baixa. Com a Lua em Capricórnio, a gente se nutre da realização daquilo que estamos construindo ao longo do tempo. Capricórnio sabe que devagar e constantemente se vai ao longe. E assim ele segue pavimentando o seu caminho. Pedrinha por pedrinha. Sem pressa, mas sem perder o passo ritmado.
Mercúrio, o mensageiro dos deuses, está em Câncer e faz oposição a Júpiter em Capricórnio que, por sua vez, faz sextil a Netuno em Peixes. Nessa nossa travessia de fronteiras incertas estamos a percorrer os corredores do tempo, o baú das memórias pessoais e familiares. As lembranças nos ajudam no entendimento e na reconstrução da nossa história de vida. As memórias se ampliam, ganham corpo e a gente pode encaminhar as almas através do entendimento e da aceitação do que éramos e do que recebemos. Do que somos e do que seremos. O julgamento sem julgamento no banquete das consequências.
O Sol está em Leão e hoje aspecta exato Quíron em Áries. Quíron traz a simbologia do curador ferido. Estamos lá na nossa velha infância a olhar e sentir as dores e os caminhos que percorremos na busca por aceitação. Olhando para tudo aquilo que reprimimos. Olhando para as nossas feridas. Fato é que estando nós todos inseridos em estruturas que fomentam ódio ao diferente, ao singular, não há como não olhar os rastros daquilo que fizemos para agradar, para nos adequar. E sermos aceitos. Uns mais, outros menos. A dor de não poder ser quem se É. A dor das rejeições. Todavia, há sempre uma saída. Sempre há. A cura vem da coragem de habitar os domínios da dor, receber dela lenços, silêncio e espaço. Sem barulhos, sem distrações, sem interferências. Só ela e você. Íntimos, em reverência. A cura que vem da coragem de deixar o ego levar bem no meio dozóio, deixar para trás a sua casca ressequida. A cura que vem da coragem de ser e dar para si mesmo aquilo que gostaria de ter recebido. A cura que vem da coragem de ser fiel a si mesmo.
A dor é minha amiga e nada me faltará. Saímos da casa dela limpos, leves e novinhos. Cheios de colágeno na alma de um novo Ser.
Bom dia para quem ama álbum de fotografias e também para quem nunca tira o pó da cristaleira.
Imagem: Maurizio Anzeri, bordado sobre fotografia #astrologia #luaemcapricornio



Continue lendo...

quinta-feira, 30 de julho de 2020

Bom dia, bailarinas e bailarinos!
A Lua segue crescendo animada no Sagitário, no signo que aprende sobre si mesmo alargando as próprias fronteiras através de estudos e/ou viagens. Estamos numa fase da Lua em que é tempo de tocar e acelerar os nossos projetos, os nossos processos. Perca tempo não. Até porque hoje pela manhã teremos a energia da Lua e também do Marte em Áries, ambos bailando em harmonia e nos trazendo a energia para ir direto ao ponto. Flecha certeira. Insight. Fiat Lux. Faz sol na minha cidade.
A lunação é de Câncer, embora o Sol já esteja em Leão. A minha casa é onde estou, diz a Igiaba Scego.
À tarde, a Lua quadra com Netuno em Peixes e faz trígono com Lilith em Áries. Deixe as atividades que não exijam muita concentração e /ou que requeiram mais soltura e criatividade para o turno na tarde. Pegue leve com você, aprenda mais sobre você. Ponha-se em viagem sem sair do lugar. Estamos vivendo uma verdadeira travessia e ninguém sabe onde ela vai dar. A única coisa que sabemos é que estaremos conosco mesmos.
"Encontrei minha morada num território de fronteiras incertas com as quais normalmente defino o país da minha imaginação" Nuruddin Farah, Refugiados
A minha casa é onde estou. O meu mundo é onde vou. Saindo ou não do lugar.
À noite a vida ganha ainda mais alegria e movimento. Na direção do outro, dos afetos. A Lua flerta com a Vênus em Gêmeos. O bom humor é convidado e recheia o bolo dos nossos aprendizados. Eu valorizo o passo miúdo, o saber um pouco sobre tudo. Mas amplio e dou sentidos aos meus passos. Me nutro de sentidos, eles são muitos.
A minha casa é onde estou. Sejamos casa. Sejamos asas.
Bom dia para quem usa sandálias aladas e também para quem não descola as garras do chão não.


Continue lendo...

quarta-feira, 29 de julho de 2020

Bom dia, buongiorno, bonjour!

A Lua ingressou Sagitário! Do mergulho, vamos às vistas do alto.
Sagitário, vocês sabem, é visão além do alcance. Sagitário é flecha. Sagitário chega chegando, levantando o pó. E sorri com todos os dentes. Sagitário é a franqueza. A boa e a excessiva. Sagitário está sempre de malas prontas. Nelas, leva alguns livros de religião e filosofia e mais um tantão de fé. Sagitário ganha o mundo com pernas e coxas. Sagitário aprende e ensina. Sagitário é profeta e professor. Sagitário tem os deuses todos nas costas. Sagitário é grandioso, otimista e alegre. Sagitário está sempre pronto para aventurar-se. Sagitário cavalga com a vida.
A Lua percorre faceira o Sagitário. E a gente segue no caminho de alargar as fronteiras de nós mesmos através do estudo, da filosofia, da literatura, de uma boa série ou filme. Daquilo que abre a cabeça e amplia, seja a compreensão que temos do mundo, seja a compreensão de nós mesmos. A Lua em Sagitário contata os amigos que longe moram e, assim, se desloca também através dos caminhos do afeto.

Hoje será um dia de refresco no meio dos nossos processos tão intensos. A Lua faz trígono com o Sol em Leão e a alegria, aquela genuína, assume o painel de comando. O Sol está brilhando na minha cidade. Sol em Leão. Falemos com o coração e com honestidade. Deixa o ego no comando não. A Lua também bate um bom papo com Kíron em Áries e,ó: isso de olhar para os seus processos e dores de infância, isso de cuidar da sua criança e do que que nela foi reprimido, ainda o levará bem longe. E bem para perto de si mesmo.
Eu queria aproveitar e dizer também, já que a Lua é arqueira, que o curso de ASTRONARRATIVA que começará dia 12/08 está confirmadíssimo e que eu estou AMANDO prepara-lo. Isso porque estou sentindo que o curso está criando uma vida fora do meu controle também e eu estou embarcando no seu processo narrativo/curativo. Não riam. Ou Riam. Hoje é dia de habitar a alegria. Inscrições aqui: https://www.sympla.com.br/astronarrativa__910516

E um bom dia para quem fala várias línguas e também para quem não tem papas na língua.


Continue lendo...

segunda-feira, 27 de julho de 2020

Bom dia, bailarinas e bailarinos!
A Lua ingressou Escorpião. E Escorpião é pesquisador, coveiro e detetive de plantão. Escorpião é estrategista até em jogo de botão. Escorpião é o fundo do fundo do fundo do tacho. Escorpião é cabra macho. Profundidade, penetração, sexo e transformação. Escorpião é Raio X, enigma, morte e putrefação. Escorpião é transmutação. Escorpião são as folhas de outono fenecendo no chão. Escorpião é pura paixão. Escorpião é magnético e pode até grudar em você. Escorpião é perspicaz e morre para poder viver. Escorpião é raiva, garra, ciúmes e terror. Escorpião mata a si mesmo se preciso for. Escorpião é controlador. Escorpião é olho de águia que vê através e por baixo dos panos. Acho que a mulher gato é de Escorpião.
Em Escorpião perdemos a inocência e, na descida e no reconhecimento dos próprios infernos, encontramos a nossa potência. O céu pede mergulho e na minha cidade, não a caso, chove a cântaros.

Mas a Lua é Crescente, a Lua é adolescente. É tempo de correr atrás do que você quer, com garra e coragem. Sem perder tempo. Fazer tudo aquilo que está ao seu alcance. É tempo de tocar adiante os projetos que criamos/que gestamos. Isso está também está na pauta do dia. E, no entanto e a despeito de tudo, estamos em casa, em contato intenso conosco mesmos. É um céu que propicia um grande comprometimento com os nossos próprios sentimentos e, por consequência, permite o cultivo e a criação das nossas (novas) subjetividades. E, assim, através desse espaço –desse contato intenso consigo mesmo, com a nossa psique, liberamos esse poder interno e feminino que tanta vida cria. Que trabalha e opera movendo outras engrenagens, menos ressequidas. O contrário das horas mortas.
À noite a Lua se opõe a Urano em Touro e, ao modificarmos nossa relação com os recursos e com a matéria, modificamos também aquilo que está por trás dela. Seguimos na iniciação ao mistério, adentrando nossas profundezas que são tão cheias de riquezas e de recursos. Bolamos também melhores estratégias para conquistar o queremos, junto dos nossos aliados. A forma como obtemos recursos mudou, se transformou e está (ou poderia estar) muito conectada com o nosso desejo, com nossos reais talentos e,-por que não?-, com as nossas vísceras. Está tudo interligado. Em redes. E é bom pensar (e se ocupar) no modo como obtemos e geramos recursos e no impacto disso no mundo. Em que rede você está? A que engrenagem você serve?

Bom dia e boa semana para quem está em casa e também para quem saiu sem guarda-chuva.
#astrologia
#luaemescorpião

Continue lendo...
 

Sites amigos

  • - Bom dia, bailarinas e bailarinos! “O sol vem trazer o seu passaporte da manhã sem medo..” A Lua segue em Peixes. Seguimos na travessia meio bêbados de mús...
    Há um mês

Atendimentos

Entre em contato comigo pelo e-mail danischeifler@gmail.com Ou pelo Skype Daniela Scheifler

Sites amigos

Text

Baile no céu Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template