/* Facebook Like button

domingo, 27 de dezembro de 2009

Racconto do dia 27: desfrute, goditelo!

Edgar Degas. Mulher que seca o pescoço. Museo d'Orsay, Paris

A cama a envolvia, a abraçava. Não conseguia levantar. E não precisava, mesmo. Afinal de contas, era domingo. Sorriu, espreguiçou-se e quando estava já virando-se para dormicar ainda um pouco mais, ele entrou no quarto. Nas mãos, trazia uma bandeja. Café com leite, frutas e croissants quentes. E uma rosa. Ele lhe trouxe também o jornal. Ela sorriu e lhe beijou. Ele abriu as cortinas. Ela sentia-se profundamente amada, concretamente amada. Ele passou a mão nas suas costas, roçando a camisola de seda contra sua pele. Ela sorriu, de novo para seu homem prestimoso e sensual.

Ele saiu do quarto, ela pegou o jornal e foi direto para o Segundo Caderno ler o que os astros reservavam para o dia. E lá dizia: usufrua, desfrute o dia. Lua trígono Sol. Sorriu, espreguiçou-se, soltando o gritinho aquele que acompanha o alongar dos músculos femininos. E tomou seu café. Depois deu-se de presente um banho quente de banheira. Cantava. Escolhia um bom óleo para acompanhar o banho. Adorava óleos e cremes. Hidratou a pele. Enxugou o pescoço e, estava já por começar a massagear a própria nuca, quando ele entrou e assumiu a massagem.

Naquele dia, ficou com vontade de ter um jardim e pôr os pés na grama, mexer na terra. Na falta dele, roçou os pés nos pelos do tapete. Pegou seu livro. Estava terminando de ler "Il Profumo" de Patrick Suskind e ficou ali a ler e acontentar seu corpo no descanso de tudo. Entregou-se à leitura e ao sofá.

Sorriu ao pensar que a única preocupação, a única coisa a fazer no dia, era o almoço. E planejava caprichar. A culinária era, seguramente, uma de suas muitas paixões. E cozinhou com volúpia.

...............................................................................................

Il letto l'avvolgeva, l'abbracciava. Non riusciva ad alzarsi e non ne aveva il bisogno. Era domenica. Ha sorriso e mentre tornava al sonno, lui è entrato in camera. Sulle mani portava un vassoio. Caffè latte, delle frutte e croissants. E un fiore. Le ha portato anche il giornale. Lei sorride e lo bacia. Lui apre le tendine. Quella donna si sentiva profondamente amata, concretamente amata. Aveva un uomo prestimoso e sensuale.

Lui esce, lei prende il giornale e va dritto al Secondo Quaderno per vedere quello che gli astri gli dicono per quel giorno. E diceva: goditi la giornata. La Luna fa un bel trigono col Sole. Lei sorride e miagola mentre distende i suoi muscoli femminili. Beve il caffè, poi si gode un bel bagno in vasca. Cantava e sceglieva un bel oleo per accompagnare la doccia. Ha asciugato il collo e cominciava a farsi un bel massaggio quando lui è entrato e l'ha fatto lui.
In quel giorno, avrebbe voluto avere un giardino dove calpestare i piedi, mettere le mani sulla terra. Non avendo il giardino, sfregò i piedi sul tapetto e prese il libro che stava leggendo: Il Profumo" de Patrick Suskind. Ed è rimasta lì a leggere ed accontentare il corpo sdraiato sul divano.

La sua unica preoccupazione, l'unica cosa da fare era il pranzo. Lei sorride. La cuccina era una delle sue passione, lo fa con voluttuosità.

1 commenti:

Anônimo disse...

Que domingo maravilhoso!
Que 2010 nos reserve muitos desses dias em que a única preocupação é a culinária e em que nos sentimos amadas!

Mônica Pedó

 

Sites amigos

  • Lua em Escorpião! - O Sol está em Câncer e a Lua em Escorpião. Câncer é signo regido pela Lua. Sol e Lua no céu nos colocam então em contato profundo com o Si mesmo. Um tempo ...
    Há 3 meses

Atendimentos

Entre em contato comigo pelo e-mail danischeifler@gmail.com Ou pelo Skype Daniela Scheifler

Sites amigos

Text

Baile no céu Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template