/* Facebook Like button

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Racconto do dia 29: irmão do perfume

Queria um perfume que fosse irmão da respiração. A Lua brincava em Gêmeos, no céu. Signo que rege os pulmões. Os pulmões são dois. A vida é sopro, pensamento que vai e vem, o ar que entra e sai. Mas sem dispersão, pois a Lua sorria para Saturno. Movimento ordenado. Movimento sem fim. Bom para o comércio, conversas e coisas afins - dizia o jornal.

Ganhou um beijo safado no coração. Alegre e colorido como Barcelona. Sagrado e profano como as tetas da Gal. Intenso e curador. Para amaciar o amor, para aprender da dor e portar consigo o acalento, durante a espera do que ainda não se revelou. O tempo e os limites como mestres de quem assim os vê. Sem fórmulas. Sem pressa. E dançando com a incoerência.



Tirou um biscoitinho da sorte, nele dizia: não existe a melhor escolha, existem escolhas, mais o delírio do destino.

0 commenti:

 

Sites amigos

  • Um teto todo meu - Saindo da escola vi aquele prédio antigo, imponente e cor de creme compondo o centro de uma praça com um chafariz. Nele estava escrito: Biblioteca Municip...
    Há 3 semanas

Atendimentos

Entre em contato comigo pelo e-mail danischeifler@gmail.com Ou pelo Skype Daniela Scheifler

Sites amigos

Text

Baile no céu Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template