/* Facebook Like button

terça-feira, 15 de junho de 2010

A Astrologia na minha vida

Ilustração de Paula Lix 

A Gisela, leitora aqui do Baile perguntou: 'Quando exatamente você começou a se interessar por Astrologia? Desde pequena?' e eu resolvi escrever um texto para responder à pergunta. :-)

Eu entrei em contato com Astrologia, pela primeira vez, aos 19 anos. Na época, eu fazia curso pré-vestibular e meu pai havia, recentemente, retornado à sua estrela. Período forte. Eu havia conhecido a Carol, uma aquariana que se tornou uma grande e importante amiga. Pois bem, a mãe da Carol, a Lígia Brock, é astróloga. Eu fiz meu primeiro Mapa Astral com ela. E Carol e eu decidimos fazer um curso sobre Mitologia e Astrologia com o Eduardo Krug, no Terceiro Milênio. Júpiter estava em Aquário no céu da época e eu havia, definitivamente, encontrado grandes amigos. 

Depois desse curso, Carol e eu incorporamos na nossa fala tudo aquilo que havíamos aprendido de Astrologia. Nascia uma nova linguagem nas nossas vidas. O curso com o Krug foi repleto de histórias, músicas e sensações a serem experimentadas. Foi um curso bastante vivencial. Pode-se dizer que aquilo entrou na pele, na alma e no coração. E a Astrologia passou a ser a minha metafísica, através da qual eu passei a entender  o mundo,  a mim mesma e as pessoas.  Aos 21 anos saí de casa e de Porto Alegre. Todas as minhas apostilas de Astrologia foram junto comigo. Foi um período de grande crescimento. E de busca. Passei a fazer terapia e ioga e a Astrologia nesse momento tomou uma outra dimensão na minha vida, ainda mais importante e profunda.

Um ano depois, voltei para Porto Alegre, para a Universidade e estudei Astrologia nos seguintes locais: na Casa Coletânea e na Unipaz-Sul. Fui do bê-a-bá astrológico às técnicas de interpretação. Aprendi mecânica celeste, também, e a calcular mapa à mão. Li todos os confirmados da Astrologia, entre eles: Arroyo, Sasportas, Liz Greene. E curtia principalmente os livros da Liz Greene, que misturam Astrologia à psicologia e à Literatura. Passei a fazer mapas para familiares e amigos. Mapeei todo mundo. 

Conheci o Marcelo em 2000. Ele fazia Engenharia Civil na UFRGS  e havia recentemente feito uma disciplina de Astronomia. Foi nessa ocasião que a Astronomia de um aquariano e Astrologia de uma pisciana se uniram perfeitamente :-) Na UFRGS, ainda, numa disciplina de Estudo de Autor Brasileiro, escrevi um texto que unia Literatura e Astrologia: "O Recado Do Morro" do Corpo de Baile, do Rosa. Na época, eu participava assiduamente dos belos encontros do NEARS, Núcleo de Estudos Astrológicos do Rio Grande do Sul. E Guimarães Rosa foi uma grande inspiração na minha vida, em meio às tantas vertentes astrológicas existentes. Apresentei o texto na I Jornada Gaúcha de Astrologia e Transdisciplinaridade e depois o publiquei na Revista Mafuá da UFSC: Recado Astrológico: o baile de João Guimarães Rosa.

A obra me inspirou a dar nome a esse blog. Baile no Céu!  Vocês podem conferir neste post aqui, o primeiro post do Baile. E entendi, também, com o passar do tempo, que pra mim Astrologia é  linguagem e estética. É arte que ensina, encanta e cura. Em 2003, passei a atuar profissionalmente. Apresentei outros trabalhos e escrevi outros textos unindo Astrologia à Literatura. Me formei em Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, depois segui estudando Letras: ênfase de Língua e Literatura Italiana. Em 2007, vim pra Itália e nasceu este Blog aqui que vocês conhecem. Traduzi para o italiano a página da Proposta da CNA , escrevi uma entrevista que fiz com um Astrólogo Italiano: Marco Gambassi e colaborei por um tempo no Saturnália. E a Astrologia segue na minha vida, como minha metafísica, como instrumento que me ajudou a crescer, como uma grande paixão que virou amor e profissão. 

Gi, respondido? :-) Adorei a pergunta e adorei vir aqui puxar do fio da memória esse percurso todo.

11 commenti:

daniela70 on 15 de junho de 2010 12:02 disse...

Linda sua história, interessante seu percurso acadêmico. Você faz Astrologia do teu jeito, usando seu repertório e colorindo com suas próprias cores. Dou muito valor a isso. Você é apaixonada pelo que faz e trabalha/vive com muito prazer. Dou mais valor a isso. Fiz meu mapa contigo há 1 mês e fiquei impressionada com sua competência e delicadeza. Fiquei "blown-away".
E isso é sem puxa-saquismo, que não sou disso nem com quem paga meu salário. Não faço média!
Não só te recomendo pra todos como desejo que você nunca se perca nesse emaranhado de aspectos, estados de alma, conjunções e labirintos. Que os astros lhe sejam dóceis e amáveis, enfim, como você é dócil e amável com eles e com a gente. Que nunca lhe falte esse fogo, essa inspiração e esse carisma. Que sobre sempre essa sua generosidade para observar o céu e trazer tudo pra gente, em forma de baile.
Aprendi a te amar e a odiar que estamos tão longe fisicamente que só podemos dar um abraço virtual. Agradeço, no entanto, por ter conseguido aprender a desfrutar disso e me sentir tão reconfortada. Deus abençoe!

Anônimo disse...

Muito legal guria!

BJS,

Rafaela

Daniela Scheifler on 15 de junho de 2010 16:05 disse...

Dani, querida, obrigada e amém! Que comntário lindo! Obrigada pelo teu carinho. Foi muito bom também fazer o teu Mapa, também. Você tão esperta e consciente dos próprios processos.

Em breve pisarei em terras brasileiras e, assim que der, no RIO DE JANEIRO :-)

beijocas e abraços (virtuais só por enquanto :-)

Rafaela,

obrigada! :-)

beijos

Anônimo disse...

Aii que lindo seu caminho Dani!!! E maravilhoso ver uma entrega assssim!!! Ate motiva a nosssa caminhada!! Linda, Doce, Iluminada, realmente vc faz o bem ate de longe!!! Beijocas!!

Anônimo disse...

Aii que lindo seu caminho Dani!!! E maravilhoso ver uma entrega assssim!!! Ate motiva a nosssa caminhada!! Linda, Doce, Iluminada, realmente vc faz o bem ate de longe!!! Beijocas!!
Graci

Daniela Scheifler on 15 de junho de 2010 17:56 disse...

Graci, querida!

Obrigada :-) Isso tudo está em você também.

beijos, beijos!

marcelo dalla on 15 de junho de 2010 20:08 disse...

Amiga querida! Adorei saber tua história. Que maravilha ter começado cedo... vejo vc muito madura pra sua idade. Pisciana!!! hehehe
A astrologia é mesmo linda, uma arte que permite a cada um dar seu toque pessoal e sua interpretação. Que sigamos trocando!!!
Lindo!!!
bjos

Gisela on 15 de junho de 2010 20:32 disse...

Vc não vai acreditar. ;-) Estou aqui com o coração na mão no intevalo do jogo. ahahha Fui dar aula aqui perto e aí nem fui a bares, nada. Vim pra casa. Moro com minha irmã. O café q vou fechou as portas. Enfim, minha irmã, sobrinhas saíram, estou literalmente sola.

Dani, eu quis saber por curiosidade e para ver a impressionante semelhança entre as pessoas que começam a estudar Astrologia num determinado perído de suas vidas. Eu pretendo fazer ainda cursos, porque sou apenas autodidata e é preciso estudar mais.

Bjs, obrigada! Mais tarde volto. E também tive um aquariano na vida. ;-0 E é recente. Impressionante. Foi uma quebra já q tenho esse signo interceptado no mapa. Ainda mais hoje, senti-me altamente estranha. Essa coisa do Leão na casa 12. Uff. Sem contar que sou toda metida a fria, contida, mas sou chorona e acabo entrando no clima. Mas essas festas coletivas ainda me deixam zonza - seria o Saturnino de casa 11?
Vou lá!! Vai começar!

Daniela Scheifler on 15 de junho de 2010 22:04 disse...

Marcelo, gracias! Sempre! :-) É uma honra poder trocar com uma pessoa linda como você :-)

beijos felizes!

Gi, minha querida!

A casa 11 é o Ego coletivo. Quem tem Saturno ali, trava mesmo. Precisa ir mais devagar. Mas é muito legal vc falar disso, comunicar. Costumo dizer que com Saturno a gente deve reconhecer o medo, aceitá-lo, dar-lhe a mão. E seguir, a despeito de tudo.

beijos em você!

Michelle Matta on 16 de junho de 2010 03:52 disse...

Emocionante ouvir seu depoimento. Astrologia para mim é uma linguagem familiar desde que sou muito pequena, mas a minha abrangência é mais intuitiva do que acadêmica. Tenho loucura, por astronomia tb, mas como em tudo na minha vida a minha vivência é autodidata. Vou em livros, me meto em pesquisas e faço todas as perguntas.
Cursei 4 meses de astrologia, ao ganhar o curso em uma palestra sobre o ano em que marte faria sua magestral regência... Enfim, quando dei de cara com seu baile me encontrei. E mais uma vez me jogo de cabeça nas emoções que me encantam.
Falo de vc e do seu blog a todos que conheço, nunca vi ninguem falar tão lindamente de astrologia como vc. E quero, como já disse repetidamente que meu filho veja o mundo e as pessoas através dos princípios astrologia.

Uma alegria genuína te 'reconhecer' no mundo.

bj Dani das Estrelas

Daniela Scheifler on 16 de junho de 2010 10:00 disse...

Michelle, querida!

Obrigada! Uma alegria genuína ter você aqui, também!

beijos no coração!

 

Sites amigos

  • Um teto todo meu - Saindo da escola vi aquele prédio antigo, imponente e cor de creme compondo o centro de uma praça com um chafariz. Nele estava escrito: Biblioteca Municip...
    Há 3 semanas

Atendimentos

Entre em contato comigo pelo e-mail danischeifler@gmail.com Ou pelo Skype Daniela Scheifler

Sites amigos

Text

Baile no céu Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template