/* Facebook Like button

domingo, 21 de junho de 2020

Lua Nova e eclipse em Câncer

Olá, bailarinos!
Estou aqui escrevendo este texto minutos antes da chegada da Lua Nova e do eclipse solar. O eclipse não será visível aqui no Brasil, pois acontecerá agora, na madrugada. Sol e Lua casadinhos em Câncer no céu daqui a pouquinho. Em Câncer nos recolhemos, vamos em busca das nossas raízes, conectamos com o nosso mundo interno, o nosso fundo, o nosso útero. Em Câncer, abrimos o baú das memórias para nos ajudar a compor o mosaico daquilo que somos, daquilo que estamos. A memória é também uma ilha de edição, por isso em Câncer nos ressignificamos, nos movemos e acomodamos de um modo diferente a raiz. Em Câncer, liberamos o poder interno, o poder que vem de um corpo e de um coração nutrido.
Se a dor for muita, esquecemos.
Se não comermos pelo menos três refeições por dia, não há nutrição.
Sem um colo e sem escuta também não.
Sem planeta, não haverá vida.
O mapa da lunação dá ênfase a um tema bastante falado nas últimas semanas aqui, pois o ascendente deste mapa está em Touro e Sol e Lua estão juntinhos, sabe onde? Na casa dos recursos e dos valores, a casa que Touro rege. Sem falar em Urano cravado no ascendente, também em Touro, e mais uma Vênus em Gêmeos retrógrada. E o tema recorrente é: coletivamente precisamos mudar a forma como lidamos com os recursos da terra. A partir dos nossos. Da nossa mudança. Precisamos liberar os nossos talentos, entender o quanto de café temos no bule. Poderemos fazer isso durante esse ciclo lunar sabe como? Aprendendo a respeito de quem somos e aprendendo a respeito do mundo em que vivemos. Temos um quincúncio no mapa da lunação envolvendo os luminares e uma ênfase capricorniana numa casa de identidade, de aprendizado sobre si mesmo, Sagitário. Em miúdos e em resumo a gente precisa saber quem é e saber o que quer. Isso pode parecer pouco, ou parecer óbvio, mas não é. A partir desse entendimento, dá para sonhar e fazer projetos. Precisamos dar corpo e espaço para aquilo que nunca teve sua voz, para aquilo que é forte, mas precisa de cuidado. E é assim que a gente vai gestar um novo mundo.
Vamos de pedido à Lua? Eu vou!
Ritualize, imante uma intenção até a chegada da fase cheia no dia 5 de julho. A Lua Nova é de Câncer, portanto peça por capacidade de gestar, de nutrir e de liberar seu poder interno, aquele que vem da lógica do feminino que tão pouco espaço há no mundo. Se não souber em que casa cai, mande seus dados para danischeifler@gmail.com que eu respondo, na medida do possível, nos comentários com duas palavrinhas, combinado?
E faça um pedido ancorado em você mesmo. O mundo precisa disso.
Agora, voltando à Mandala propriamente dita, ela se chama Nitya Saktis. Fiz já por diversas vezes, como vocês bem sabem, e gostei dos resultados, por isso compartilho again, again e again.
Para quem não lembra, os passos são os seguintes:
1- Elabore um pedido que queira fazer à Lua, algo que seja para você de acordo com o lugar onde cai a Lua nova no seu mapa.
2- Depois, pegue um pedaço de cartolina, ou qualquer outra folha, e desenhe um círculo na frente e outro atrás, com um prato;
3- No círculo de trás você escreve o seu pedido;
4- Na frente você começa a pintar as nesgas, as tiras de Lua, a partir do segundo dia da Lua Nova, ou seja, a partir de segunda, dia 22/06.
5- Pinte-as, a partir de cima e do centro do círculo, e cada dia reforçe o seu pedido, imantando a idéia;
5- Faça isso por 14 dias até a Lua chegar à fase cheia, no dia 5 de julho;
6- No último dia você pinta agradecendo à Lua como se já houvesse atingido o seu desejo.
Terminei aqui meu texto. Já é Lua Nova. Já teve eclipse. É ainda madrugada e o silêncio me faz companhia.
Bom dia para quem tem café no bule e também para quem não sabe nada de si mesmo.
Imagem: (re)inventando Pedacitos da Daniela Fantin

1 commenti:

PAULO TAMBURRO. on 21 de junho de 2020 16:10 disse...

Acredito ter escrito um texto no nosso blog "FALANDO SÉRIO" para o qual todos vocês tiveram o maior respeito e adesão um texto que necessita de que todos opinem ,pois confesso minha relativa incerteza para o que está acontecimento.O texto chama-se " DEPOIS DA PANDEMIA" e as opiniões com certeza poderão traçar um mosaico de referencias e opções menos complicados do que aquele que hoje se apresenta na nossa sociedade.Peço desculpas por invadir-lhes o blog o qual eu sigo, mas chegou a hora de ouvirmos a todos sobre os rumos futuros da nossa sociedade!
O link do blog é :http://ptamburro.blogspot.com ou então tendo acesso pelo simples clique neste comentário.
Agradeço a todos que puderem esclarecer e amenizar dúvidas tão evidentes como as quais se apresentam nesse momento.
Um abração carioca.

 

Sites amigos

Atendimentos

Entre em contato comigo pelo e-mail danischeifler@gmail.com Ou pelo Skype Daniela Scheifler

Sites amigos

Text

Baile no céu Copyright © 2009 WoodMag is Designed by Ipietoon for Free Blogger Template